Feeds:
Posts
Comentários

Outro começo

Começar a bloguear, pra mim, no momento, é como uma viagem sem rumo. A gente sai pela porta de casa, mochila nas costas, e só então decide se vai em frente, pra direita ou pra esquerda. Tudo o que sei é que preciso sair por esse portão e explorar.Vou conhecer pessoas durante essa peregrinação, e com elas compartilhar perspectivas, pensamentos e experiências – ítens que carrego dentro de minha pequena bagagem -, desejando que sejam interessantes para os andarilhos com quem vou dividir a caminhada.

Hoje estou entre o Brasil e a Itália. Habito no presente, mas vez por outra visito o futuro. Isso acontece o tempo todo, não importa onde eu esteja. Um monte de gente já sabe que em julho de 2009 eu e minha família nos mudaremos de vez pra Itália, onde vamos dar continuidade às nossas vidas, nosso serviço a Deus e às pessoas, nossa música, e tudo o mais que vier. Uma mudança desse calibre mexe com a gente (e pretendo escrever sobre isso também), e faz o pensamento viajar o tempo todo. É como se um chip de máquina do tempo tivesse sido implantado em minha alma, e agora ele está ativado e em pleno funcionamento.

Fico pensando nas coisas que preciso deixar prontas hoje, na transição em nossas vidas e chamados pessoais, no lento ¨bye, bye¨ aos amigos do peito, nos CDs que ainda quero fazer, os livros que quero escrever – todos em português – e nas contas que tenho que pagar, e nos eventos que ainda vamos fazer. Mas também permito minha mente divagar e visitar futuros amigos, futuras igrejas, músicas que ainda serão escritas em italiano, países onde ainda não pisei, mas que farão parte do tempo novo, quando eu me tornar cidadão europeu.

Sinto-me como se estivesse preparando uma salada de frutas. Nela há as tradicionais brazucas, como a manga, o mamão e o abacaxi. Mas também contém um gostinho cada vez mais presente de frutinhas silvestres e muita, muita uva italiana. Essa salada ainda vai satisfazer pessoas, agradar o paladar de quem prová-la, mas ainda não pude ealmente sentir seu sabor. Apenas continuo adicionando os ingredientes e vendo as cores se misturando no pote.

O que quero dizer é que este blog será uma mistura de temas, textos, fotos, fatos e muitas emoções. Talvez ele seja realmente um espelho da minha própria alma durante este tempo de transição; uma maneira de dizer ¨Tchau, Brasil¨ e ¨Ciao, Italia¨.

Anúncios

Meu baú

Estou abrindo meu baú. Dentro dele, muitos presentes – conceitos, pensamentos, experiências e perspectivas. Há coisas novas e outras mais usadas, e, por isso mesmo, já aprovadas.

Minha vida é uma constante chamada a aterrizar num universo que ainda pouco conheço: o dos valores eternos. Digo que o conheço pouco por estar cercado do visual, do terreno e do carnal. Tudo isso me afeta e impede minha meditação e um grau mais profundo de experiências com o eterno, o celestial, o divino.

Escrever neste blog vai ser, certamente, uma maneira mais efetiva de meditar e tentar experimentar mais estes valores eternos. Meu chamado é para ser filho adorador e de experimentar mais dos segredos que Deus guardou só pra mim. Alguns destes segredos eu tenho conhecido ao longos destes tantos anos em missões e no ministério de louvor – ao longo da minha vida com ele.

Outros segredos, muitos mais do que já recebi até agora, ainda me esperam no almoxarifado do céu. Preciso buscá-los, e quando os tiver em mãos, vou compartilhar com você o que recebi. Vitórias e demoras, crescimento ou frustração, quero partilhar tudo aqui.

Sei que Deus me deu uma experiência legítima até este momento. Já escrevi vários textos, comentários, alguns deles abordam aspectos da minha perspectiva de louvor e adoração como indivíduo. Outros textos são devocionais ou estudos para pessoas ligadas no ministério de louvor. Outros, ainda, falam de experiências e ponderações sobre a vida e a visão missionária.

Minha expectativa é que quem entrar aqui se identifique comigo e seja abençoado. Por isso, seu comentário é muito importante pra mim.

Então, chegue mais perto e abra este baú juntamente comigo!